Familiares de presos, apoiados por WALTER DE BARROS e DRA. KÁTIA AUGUSTO




Há no Brasil mais de 147.937 pessoas presas em prisão domiciliar e mais de 725.611 no regime fechado 
e destas 221.054 são presos sob prisão provisória.
Somados são mais de 1.094.602 pessoas presas .
Se somarmos que cada pessoa presa têm pai,mãe e esposa/namorada ,será mais de 3.000.000.00
Isto mesmo ...mais de 3 MILHÕES DE pessoas e sempre votamos nas pessoas que nós prejudicam.Está na hora da MUDANÇA ,eleger quem passou pela situação e vai nós ajudar 



Precisamos de pessoas dignas que sabe se colocar na dor do outro.E realmente  só conhece a dor de quem sente ... aquele que já passou por ela... Chega de votar em qualquer um .Precisamos de políticos que saibam agir com justiça na vida dos encarcerados, e seus familaires , que os defenda...temos que mudar o quadro de que "bandido bom é bandido morto" quem faz o bandido é a própria sociedade!!! Poucos são os que ajudam alguém que sai da prisão...Temos que mudar nossa mentalidade para mudar nossa realidade ... que seja feita justiça no sistema prisional do nosso país!! Dignidade é o primeiro passo.!!! Vamos apaoiar este companheiro e ele ajudará todos presos e seus familiares .Como podemos ver no vídeo abaixo


Familiares de presos, apoiados por WALTER DE BARROS e DRA. KÁTIA AUGUSTO (Advogada - Contato Whatsapp: 19 991257273), denunciaram hoje, 12 de Julho de 2017, à Promotoria de Execuções Penais do Estado de São Paulo, ações de abuso de poder praticados por agentes penitenciários dos CDPs de Osasco I e II, Guarulhos II, Mauá e Penitenciária de Valparaíso, nos quais:
1. Visitantes estão sendo suspensos indevidamente;

2. Banheiros públicos estão sem condições de higiene;

3. A entrada de alimentos está sendo suprimida;

4. Presos não estão tendo o fornecimento de água;

5. O tempo de espera para as revistas é extremamente demorado por não haverem funcionários suficientes nas unidades prisionais.

Segundo a promotoria, serão abertas sindicâncias para que todas essas denuncias sejam averiguadas pelo poder público. 
De agora em diante, todas as visitas envolvidas serão acompanhadas pela DRA. KÁTIA AUGUSTO, para que não sofram nenhum tipo de represália


video